sábado, 2 de julho de 2016

terça-feira, 18 de setembro de 2012

BLOG DE MARIO: SEM NOTICIAS SOBRE A CAMPANHA EM SERRA PRETA




"a partir de hoje nosso blog estará retirando todas as matérias relacionadas ao pleito de 2012, principalmente na cobertura da campanha de Adeil e Angélica para evitar mais transtornos e incompreensão... "O nosso blog está sendo, sistematicamente, acionado judicialmente pelo prefeito e candidato a reeleição ADEIL FIGUEREDO (PMDB)." Declara Mario Angelo Barreto em Nota Pública postada em seu blog.


Confira Nota Nota Pública

Liberdade: exercício da cidadania.

  A sociedade brasileira nem sempre exerceu plenamente a liberdade de expressão. Esse direito é, hoje, garantido pela Constituição Federal e fundamental ao exercício da cidadania.

  Quando se discute sobre a liberdade de expressão nos dias atuais, verifica-se que essa questão é imprescindível à construção do Estado Democrático. Primeiramente, os grupos politicamente minoritários, como as mulheres, idosos, homossexuais, utilizam dessa liberdade para alcançarem seus objetivos, pois a expressão de idéias contribui para formação de opinião pública. Em segundo lugar, o direito de expressar pensamentos constitui-se um dos fundamentos que aConstituição Federal, em seu artigo 5º, garante a todos os cidadãos. Assim, cumprir a legislação é, sem dúvida, solidificar a democracia.

  Um exemplo do que a censura pode proporcionar à sociedade é um dos temas discutidos na obra Incidente em Antares, de Érico Veríssimo. No romance, o jornalista Lucas Faia é censurado a não publicar um artigo sobre um incidente ocorrido na cidade. Com isso, crítica sobre atos ilícitos, como a corrupção e tortura, deixaram de ser apurados. Indiferentemente da obra, a sociedade brasileira vivia da mesma maneira no período da Ditadura Militar. Com essa analogia percebe-se, portanto, que uma sociedade em que os direitosconstitucionais são suspensos, o resultado é o crescimento da injustiça.

Dessa forma, a liberdade de expressão demonstra que é impossível construir uma sociedade democrática, sem que os direitos dos cidadãos sejam preservados. Assim, somente com o pleno exercício da cidadania é que a população pode concretizar os princípios dos Direitos Humanos.

Autor: Marcelo Boas